Seja bem-vindo. Hoje é
PROFISSIONAIS DO TARCÍSIO MAIA RECEBEM EPIs
Recursos arrecadados pelo Hospital permitiram a costureiras de Mossoró produzirem capotes cirúrgicos

Durante o período de combate à COVID-19, doença provocada pelo novo corona vírus, profissionais de saúde do Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, ganharam um reforço para se protegerem. Por meio do projeto “Mãos que Costuram”, voluntárias estão produzindo capotes cirúrgicos que são usados no atendimento hospitalar.
A ideia surgiu a partir da destinação dos recursos arrecadados através do projeto #ProtejaQuemTeSalva. Por meio dele, a população tem feito doações para a compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os servidores do hospital.
Atendendo o convite do grupo de médicos e voluntários da ação, a Profa. Cyana Bessa, do Curso de Design de Moda do Campus Mossoró da UnP, integrante da rede Laureate, reuniu um grupo de costureiras e iniciou a produção dos jalecos. Até o final de março, já haviam sido entregues 52 capotes.
Proteção
Toda a produção é feita sob orientação da equipe médica analisando o tecido adequado, sua gramatura, e observando as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).
Coordenam o projeto com a docente, as Designers de Moda, Eunice Oliveira e Márcia Cristina, ambas egressas da UnP. “Elas são ajudantes fixas, conforme necessário, vou escalando voluntários. Há fábricas de costura que disponibilizam seus funcionários, outras costureiras que possuem máquinas e ateliês também apoiam, estimulando também a ideia de ficar em casa neste período”, explica Cyana.
 

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.