Seja bem-vindo. Hoje é

Banda Filarmônica de Umarizal

O sonho do estudante Artur Matias, 11, era tocar flauta doce e marchar pelas ruas de Umarizal com uma banda de música. Desde o final do ano passado ele integra a filarmônica da cidade e não esconde a felicidade por aprender as primeiras notas na flauta. O aprendiz de músico é um dos 60 integrantes da banda financiada pelo Governo do RN por meio do projeto Governo Cidadão e Banco Mundial.
O projeto está oferecendo desenvolvimento e inclusão social às crianças e adolescentes de Umarizal, que como Júlio Maia, 12, não têm muitas oportunidades. A mãe Liduína Maia diz que aproveitou o gosto do filho pela música – que desde novo é encantado pela banda da igreja - e o inscreveu para ocupar seu tempo. “A cidade é parada, não tem projetos do tipo para a idade dele. A banda foi uma ótima alternativa”, comemora.
A mãe de Tauã (19), Ana Célia, diz que ele vem do assentamento Remédio, a 11 quilômetros do centro de Umarizal, para estudar música e participar dos ensaios. De posse hoje de um trombone, ele esperava há muito tempo entrar para uma banda de música. “Desde pequeno ele diz que queria tocar em uma”, emenda.
O maestro Danilo Vanduiny reconhece que o projeto está mudando a vida das crianças e jovens de Umarizal. “A banda de música é uma tradição antiga e que não podemos deixar morrer, principalmente quando vivemos esse momento em que nossa cultura vai de mal a pior. É uma maneira de esses jovens ocuparem o tempo deles e terem acesso a música de qualidade”, destaca.
O sucesso da banda é tão grande que o projeto recebeu 82 inscrições, matriculou 60 alunos e atualmente existem 18 numa lista de espera. Os estudantes têm aula duas vezes por semana, das 8h às 20h, e a faixa etária varia de sete a 19 anos. A filarmônica de Umarizal recebeu R$ 90 mil em investimentos pelo projeto Governo Cidadão, que incluem desde os instrumentos musicais até equipamentos e remuneração do instrutor de música.
Para o coordenador do Governo Cidadão e titular da Sethas, Vagner Araújo, as bandas filarmônicas podem realmente transformar vidas. “Além de serem incluídos socialmente, esses jovens têm oportunidade de acessar cultura através da música e mostrar o que aprenderam a todo o município nas apresentações”, destaca.
Sobre as Bandas Filarmônicas para Juventude
Mais de três mil crianças e jovens estão sendo inseridos na iniciação musical com o projeto de Bandas Filarmônicas para Juventude. Os investimentos beneficiam 39 municípios e somam R$ 4 milhões. Cada associação beneficiada está recebendo aproximadamente R$ 90 mil para aquisição de 75 instrumentos musicais, incluindo materiais de consumo e acessórios, computadores e impressoras, além do apoio de um maestro por quatro meses e a formação técnica e sistemática para beneficiários e gestores.
Os municípios contemplados são Nova Cruz, Senador Eloi de Souza, Lagoa de Velhos, Coronel Ezequiel, Jardim de Angicos, Governador Dix-Sept Rosado, Santa Maria, Encanto, Lajes, Serrinha, Serra de São Bento, Jaçanã, Pilões, São Gonçalo do Amarante, Passa e Fica, Riachuelo, Tibau, Paraná, Riacho da Cruz, Riacho de Santana, Várzea, Rafael Fernandes, Passagem, Boa Saúde, Bom Jesus, Umarizal, São José do Campestre, Sítio Novo, Bodó, Alexandria, Bento Fernandes, Água Nova, Felipe Guerra, Arês, Tenente Ananias, Caiçara, Coronel João Pessoa, Goianinha e Ruy Barbosa.
 
 
 

                                               Fotos: João Vital
AnteriorPagina Anterior Proxima Pagina Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.