Centros de Educação Profissional

O Rio Grande do Norte acaba de ganhar sete Centros de Educação Profissional. As unidades de Natal (Planalto), Nova Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, Alto do Rodrigues, Mossoró, Extremoz e Ceará-Mirim começaram a funcionar na última segunda-feira (27). A previsão é que em 2018 as unidades de Natal (Planalto), Macaíba e Assu comecem a operar também. A expectativa é da Secretaria Estadual de Educação e Cultura (SEEC), por meio da Subcoordenadoria de Educação Profissional.
Os Centros fazem parte do Programa Brasil Profissionalizado, do Ministério da Educação (MEC), e buscam trabalhar o fortalecimento do Ensino Médio integrado à educação profissional nas redes estaduais de educação profissional. O investimento total é de R$ 124,1 milhões com recursos de convênios firmados com o FNDE/MEC. Destes, cerca de R$ 8 milhões foram aplicados em cada Centro. O governo entrou, ainda, com a contrapartida de R$ 1,2 milhão para a parte de infraestrutura de obras.
Com uma estrutura composta por salas de aula, auditório, quadra coberta, bloco administrativo, refeitório e laboratórios, a capacidade média das dez instituições é de atender um total de 15 mil alunos, número que deve ser alcançado até três anos, ofertando 1.600 vagas para cursos em tempo integral e semi-integral de nível médio e profissionalizante voltados para o meio ambiente, nutrição, segurança do trabalho, edificações, informática, energia renovável, administração e recursos humanos.
“Os Centros de Educação Profissional integram o processo de implantação de uma rede de escolas técnicas estaduais no Rio Grande do Norte. A nossa expectativa é que até 2018, o estado atinja a marca de 67 unidades com esse perfil técnico, formando uma rede de ensino técnico estadual”, destacou a titular da SEEC, Claudia Santa Rosa.
 
 


0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.