Seja bem-vindo. Hoje é

 

 DE IDADE NOVA HOJE, 07 DE AGOSTO



 PARABÉNS HOJE, 07 DE AGOSTO

FÁBIA MILENE PAES

PARABÉNS HOJE, 06 DE AGOSTO
YONE GARCIA (NATAL)

DISCUSSÃO PROFUNDA SOBRE REFORMA DA PREVIDÊNCIA

O deputado José Dias (PSDB) retomou o tema da reforma da Previdência dos servidores estaduais do RN. Foi durante a sessão remota por videoconferência desta quarta-feira (5), onde o parlamentar se pronunciou e afirmou que haverá oportunidade para que o projeto seja discutido com mais profundidade e tranquilidade.

“A Assembleia retirou da pauta a PEC da Previdência e isso foi feito para que tivéssemos a oportunidade de discutir com mais profundidade e tranquilidade, mas não significa que saiu completamente do radar. Temos que ter a consciência de que vamos ter que enfrentar esse assunto mas não podemos evitar discussão, nem fazer com que a votação seja feita a toque de caixa”, criticou José Dias.

O deputado disse em relação a este tema, que o governo estadual está usando a “justificativa mais incorreta que se pode imaginar, que é o Estado fazer a sua reforma porque o Governo Federal obriga”. José Dias afirmou que está faltando humildade e grandeza nesse momento. “No passado se apregoava que a situação da previdência era superavitária, no Brasil e no Estado, que era algo maravilhoso, como se fosse uma mina de ouro produzindo muito”, analisou.

O parlamentar afirmou que há necessidade de reforma para se buscar um equilíbrio econômico e financeiro para que se atenda não somente à questão do pagamento dos servidores, mas de atender às necessidades básicas da população.


.
 


SOPRANDO SEIS VELINHAS
A GAROTA BONITA VITÓRIA BEATRIZ, HERDEIRA DA PRIMA FASHION MARA LÚCIA, HOJE, 05 DE AGOSTO.
BOM DIA

PARABÉNS HOJE, 05 DE AGOSTO
NOÊMIA MOREIRA

SITUAÇÃO DE PORTADORES DE DOENÇAS CRÔNICAS

No seu pronunciamento durante a sessão ordinária por videoconferência desta terça-feira (4), o deputado Getúlio Rêgo (DEM) fez um alerta sobre as dificuldades pelas quais passam a população mais humilde do RN que depende dos serviços públicos de saúde no Estado. O parlamentar citou especificamente os pacientes de doenças crônicas.

“As deficiências sempre existiram, mas o Rio Grande do Norte atravessa um momento tormentoso para aqueles que dependem da saúde pública nos procedimentos de alta complexidade de responsabilidade da Secretaria de Saúde Pública (Sesap). É extremamente impactante o que estamos testemunhando no dia a dia”, alertou o deputado.

O parlamentar afirmou que as mudanças nas unidades de saúde, como a redução de leitos no Hospital Ruy Pereira, em Natal, que já não conseguia atender toda a demanda porque sempre teve filas maiores que sua capacidade instalada, agravou ainda mais a vida dos doentes crônicos, especialmente com problemas vasculares.

“Vejo apelos dramáticos, nas redes sociais, mostrando o sofrimento das pessoas. Pacientes diabéticos, com colesterol alto, obstrução nos vasos. Nós que somos médicos sabemos da amplitude que significa a dor por uma obstrução arterial. É impressionante a dor e essa situação vem se agravando dia a dia, porque praticamente parou o fluxo de pacientes dessa especialidade depois da pandemia”, alertou o deputado.

Getúlio Rêgo informou que os deputados que integram a Comissão de Saúde pretendem convidar o titular da Sesap, Cipriano Maia, para prestar esclarecimentos sobre a situação da rende conveniada que atende essa parcela da população. “Hoje tive contato com o deputado Galeno Torquato (PSD), que está em Brasília, para na próxima semana já fazermos um convite ao secretário a fim de que sinalize qual é a possibilidade desse paciente na rede estadual ou conveniada, não dá para esperar mais”, afirmou.

Crédito da Foto: João Gilberto


 


MAIS RECURSOS PARA ESTADOS E MUNICÍPIOS

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, marcou para hoje a votação sobre a transferência de R$ 65,6 bilhões para estados e municípios, conforme acordo entre a União e governadores mediado pelo STF.

O valor compensará desonerações de exportações e perdas no ICMS criadas pela Lei Kandir, de 1996.
Pelo acordo, a União deverá repassar R$ 58 bilhões a estados e municípios entre 2020 e 2037.

Haverá ainda repasses de R$ 3,6 bilhões, divididos em três parcelas, e um bônus de R$ 4 bilhões com os leilões dos blocos de Sépia e Atapu, na Bacia de Santos.
acordo sobre a transferência de recursos da Lei Kandir foi firmado em maio pelo STF, após meses de discussão entre União e estados.

Fonte: O Antagonista


 

BOM DIA

PARABÉNS HOJE, 04 DE AGOSTO
HELOISA HELLEN
TEVE BOLO SIM!!!